WWDC 2022: iOS 16, MacBook Air e tudo mais para esperar

Apple has finally taken the wraps off of its annual World Wide Developer Conference for 2022. Known as WWDC for short, this year’s developer conference, like in recent years past, will be a virtual one, with Apple hosting its main keynote online and various breakout sessions online.

Conteúdo

  • Quando vai ser?
  • MacBook Air with M2 refresh
  • Refreshed Mac Pro with new Pro Display XDR
  • iOS 16, watchOS, iPadOS, tvOS, and homeOS updates
  • MacOS 13

The Cupertino, California Mac-maker had announced that WWDC will kick off on June 6 and run through June 10. It’s expected that Apple will announce plenty of news at this event, as well as launch updates to all of its platforms, including iOS, iPadOS, MacOS, watchOS, and tvOS.

Quando vai ser?

WWDC is returning as an online forum for developers, and the event is slated to commence on June 6. Apple’s State of the Union and keynote are likely both to occur on June 6. Both events are expected to be pre-recorded, and a livestream can be accessed through Apple’s events page as well as the company’s YouTube channel.

“Apple today announced it will host its annual Worldwide Developers Conference (WWDC) in an online format from June 6 through 10, free for all developers to attend,” the company said. “Building on the success of the past two years of virtual events, WWDC22 will showcase the latest innovations in iOS, iPadOS, MacOS, watchOS, and tvOS, while giving developers access to Apple engineers and technologies to learn how to create groundbreaking apps and interactive experiências."

A full schedule for WWDC 2022 has not yet been published, but Apple promises there will be plenty of breakout sessions that will be available to watch online.

“This year’s program will also include more information sessions, more cutting-edge learning labs, more digital lounges to engage with attendees, and more localized content to make WWDC22 a truly global event,” the company said.

We will update this post with more details about specific times for the keynote and Apple’s State of the Union presentation when they become available — expect both events to kick off during the morning hours in Apple’s native Pacific timezone on June 6.

In addition to the virtual format this year, Apple will also host a very limited in-person component to WWDC targeting students and developers. If you’re interested in this opportunity, be sure to visit Apple’s WWDC portal for details.

MacBook Air with M2 refresh

Though historically WWDC is not an event where hardware announcements are typically made, there have been some notable exceptions. These include the introduction of the Power Mac G5, the Mac Pro, iPhone 3G, and more in years past. And with all the recent rumors swirling around an entirely redesigned MacBook Air, Apple’s venerable entry-level notebook could potentially make its debut at this year’s WWDC.

Like the current M1-powered MacBook Air, the new Air would be powered by Apple’s custom processor, but it will blend the current thin-and-light design with a new focus on colors — similar to what Apple had done for the iMac desktop — and an emphasis on even stronger performance for 2022.

Alongside the new laptop, Apple could also potentially announce an update to the M1 processor in the form of the M2. The M1 CPU has been found on Mac computers like the Mac mini, MacBook Air, MacBook Pro, and iMac. It has even found its way into Apple’s iPad Pro and iPad Air tablets. The M1 family also expanded, with the addition of more powerful variants, like the M1 Pro, M1 Max, and M1 Ultra processors, as seen in the Mac Studio.

Rumors have been swirling around a more powerful M2 processor, however, and that new SoC (system on chip) could be the beginning of a new M2 CPU family for Apple that’s based around a more efficient 4nm node and ships with more high-performance processor cores and a bump in graphics performance. The M2 will need to compete with the upcoming Intel’s 13th-Gen processors, which will likely debut later this year, as well as AMD’s offerings.

Apple’s M2 could debut first in the highly anticipated MacBook Air and make its way onto more Mac and iPad hardware down the road. There are also rumors that Apple is working on a MacBook Pro 13-inch with M2 processor, and the notebook could launch alongside the refreshed Air at WWDC 2022, though this is unconfirmed. The rumored new 13-inch Pro laptop is believed to keep its current design with Touch Bar sans notched display, unlike the larger 14- and 16-inch models. Internally, it’s rumored that Apple could drop the “Pro” name from this laptop, and the 13-inch model could be simply called the MacBook.

Refreshed Mac Pro with new Pro Display XDR

Dado que o WWDC é focado em desenvolvedores, a Apple também poderia usar o evento para continuar provocando mais detalhes sobre um Mac Refrescado Mac Pro. O Mac Pro continua sendo o único modelo Mac - além do imac aparentemente descontinuado de 27 polegadas - que não viu uma transição da Intel para o silicone personalizado da Apple. No entanto, mais recentemente com o lançamento da última exibição do Mac Studio e do Estúdio da Apple, os executivos da empresa afirmaram oficialmente que estão trabalhando em uma atualização para o Mac Pro, que estreou em 2019.

Como a Apple introduziu a linha M1-alimentada, houve rumores contínuos de que um novo Mac Pro pode vir com um silício de maçã personalizado que é composto por 20 ou 40 núcleos de computação, configurado com 16 núcleos de alto desempenho e quatro núcleos de eficiência em o caso dos antigos ou 32 núcleos de alto desempenho e oito núcleos de eficiência para os últimos. Esses chips viriam com gráficos integrados com núcleos de 64 ou 128 GPU, tornando-se um poderoso substituto para ter sucesso o Mac Pro Intel Xeon-Powered, que atualmente inicia em US $ 6.000 e completa com 28 núcleos em configurações superiores.

Para referência, o M1 Ultra no Mac Studio, atualmente, o Mac mais poderoso baseado em braço na linha da Apple, vem com um processador de 20 core com 114 bilhões de transistores e 64 núcleos de GPU que são alcançados conectando dois processadores M1 juntos. Mais recentemente, foi especulado que a Apple poderia utilizar uma estratégia similar de Ultra CPU, amarrando duas CPUs M1 Ultra para atingir o silício com 40 núcleos de computação e 128 núcleos de GPU, de acordo com um relatório sobre AppleInsider.

Em termos de design, acredita-se que a Apple reter o ralador de queijo, a estética de metal de metal de seu atual modelo baseado em Intel projetado para maximizar o fluxo de ar e mantenha as coisas dentro de correr. O novo modelo poderia manter o mesmo estilo, mas chegar em um design mais compacto.

E antes da apresentação de design de peek da Apple, os primeiros rumores sugeriram que a Apple estava olhando para substituir o Pro Display XDR com um novo monitor. No entanto, como acontece, essa exibição de rumores lançada como exibição do estúdio, deixando o profissional Pro display XD do Apple sem um verdadeiro sucessor. Isso pode mudar no WWDC, como agora é rumores de que a Apple está trabalhando em um novo Pro Display XDR com um painel de resolução 7K.

Não está claro como a Apple planeja usar o 1k de pixels adicionais a partir do atual XDR atual de 32 polegadas, que vem com um painel 6K. A empresa poderia manter o mesmo fator de formulário de 32 polegadas, e os pixels extras fariam para uma exibição muito afiada, ou a Apple poderia manter a mesma resolução de 218 pixels por polegada do painel de 32 polegadas e bata o tamanho da tela para 36 polegadas, de acordo com um relatório sobre 9to5 Mac. O tamanho maior da tela poderia permitir que a Apple saísse do perfil do Pro Display XDR.

Outras grandes diferenças entre o display do estúdio e o Pro Display XDR incluem a inclusão de uma câmera de 12 megapixels, matrizes de microfone embutidos e um robusto sistema de alto-falante integrado dentro do primeiro, enquanto este último puxa à frente com seus 1.600 lêndeas de brilho máximo e suporte para cores de 10 bits.

Fatores que não estão claros incluem se a Apple reterá a matriz de mini-LED que ajudou a fornecer o Pro exibição seu nome XDR devido ao alto contraste, brilho impulsionado e cores afiadas ou se a empresa utilizar outras tecnologias de exibição. Analista de Apple Reputável Ming-Chi Copa tinha especulado anteriormente que a Apple não pode lançar outro produto mini-liderado este ano devido a custos.

E se os rumores se apegam que a Apple reterá seu design do ralador de queijo para o Mac Pro, a empresa poderia reter o mesmo design para o seu novo painel XDR de Novo Pro Display Pro, dado que os profissionais criativos provavelmente desejarão sua área de desktop e exibição para manter um olhar. A Apple foi previamente criticada pelo suporte caro de Proplay Pro, que não foi incluído na caixa e foi um custo extra para adquirir.

ios 16, Watchos, Ipados, TVOS e atualizações homeos

Embora não esperamos que a Apple anuncie um novo iPhone ou Apple Watch em junho - esses dispositivos geralmente estreiam no outono - esperamos que a Apple estrepe as últimas plataformas iOS 16 e Watchos 9. As atualizações do sistema operacional poderiam introduzir novos elementos da interface do usuário, bem como mais recursos que poderiam respirar uma nova vida no hardware existente e servir como a backbone para o novo iPhone 14 e a Apple Watch Series 8 da Apple no ano. O software e os serviços da Apple provavelmente incluirão o grande volume da apresentação da WWDC da empresa.

Dado que os Watchos, Ipados, Tvos e Homeos da Apple são derivados da plataforma iOS, provavelmente veremos novas atualizações para esses sistemas operacionais também no WWDC 2022.

E enquanto não está claro, que novos recursos chegarão a todos esses diferentes sistemas operacionais, a Apple fez algumas atualizações notáveis no ano passado. No WWDC 2021, vimos o modo retrato veio para o vídeo na câmera do iPhone, sendo a FaceTime mais inclusive com os usuários em plataformas não-Apple capazes de participar de chamadas de vídeo com links compartilháveis, um grande global para mensagens com modos de foco e mais no iOS 15. Muitos desses recursos também foram integrados em MacOS e IPados.

Com o IOS 16 este ano, acredita-se que o requisito mínimo de hardware da Apple será um iPhone 7 ou mais tarde para obter a atualização. Os sites de fãs da Apple estão especulando que novos recursos para o iOS 16 incluem a detecção automática de colisão, que imitam os recursos de segurança do OnStar em modelos de carros da GM e permitiria que o iPhone disque para a ajuda se ela sentisse em um acidente de automóvel; Suporte para comunicações por satélite para chamadas de emergência; e mais apoio para aplicações de realidade aumentada e virtual à frente da estréia do vidros de maçã rumores ou fone de ouvido de realidade mista.

Embora o novo software para várias plataformas da Apple provavelmente não esteja pronto até a queda, os novos sistemas operacionais podem estar disponíveis em breve após o WWDC para testes de desenvolvedores. A Apple também provavelmente seguirá seu teste de desenvolvedor com um beta público depois. Uma liberação geral para todos os consumidores estará disponível no outono.

MacOS 13.

Com macos, definitivamente veremos se a Apple pretende atualizar o número da versão do sistema operacional de desktop para 13 este ano (MacOS foi preso em uma versão base de 10 por quase duas décadas), bem como testemunhar a revelação de um nome coloquial plataforma que terá sucesso Monterey. Dado que mamute era outro nome que havia flutuado pela liberação de MacOS 12, com a Apple, em última análise, escolhendo o nome de Monterey para a 12ª edição de Macos, MacOS 13 poderia potencialmente ser nomeada após o destino alpino da Califórnia conhecido por suas montanhas e lagos.

Embora a Apple tenha sido firme em manter o iPad e as plataformas de hardware separadas do Mac, não há como negar que, no lado do software, os iPados e MacOS foram encerrados nos últimos anos. Com o iPad-Ification do Mac, vimos recursos como o Centro de Controle e um Centro de Notificação Unificada vêm para MacOS, e o controle universal está borrando a linha entre o tablet e o desktop. Ele será interessante, mais uma vez, para ver como os MacOS são influenciados por iOS e iPados este ano e como o iPad agirá mais como uma substituição de desktop agora que a Apple tem shoehorned o processador M1 do Mac dentro de seus últimos comprimidos.

Neste ponto, é o palpite de alguém sobre quais novos recursos estarão disponíveis no MacOS 13, mas acreditamos que a Apple continuará a suportar Macs com processadores Intel, bem como novos Macs baseados em ARM com as atualizações mais recentes. Espera-se que os modelos MacBook de 2016 em frente, MacBook Air e Pro modelos de 2015 e posteriormente, Mac Mini modelos desde o final de 2014 e posterior, e o Mac Pro a partir de 2013 ou posterior será capaz de obter a última atualização de MacOS 13.

Para referência, as principais características de Monterey, como a participação de ações para o Mac e o controle universal, foram introduzidas na WWDC do ano passado.

Se a Apple segue a linha do tempo do ano passado, a MacOS 13 estará oficialmente disponível para todos os consumidores para download no final de outubro. Monterey estava disponível em 25 de outubro, que foi uma segunda-feira. Se a Apple continuar a tendência, a MacOS 13 poderia estar disponível para todos na segunda-feira, 24 de outubro, seguindo meses de desenvolvedor e testes do consumidor.

WWDC 2022: iOS 16 vem aí! EVENTO da APPLE é confirmado para junho! O que devemos esperar? Seja qual for a Apple decide anunciar, não deixe de ficar sintonizada com tendências digitais. Nós vamos cobrir todas as últimas notícias do WWDC e dos anúncios da Keynote da Apple.

Comentários

Postagens mais visitadas