A Microsoft teria disposto a permitir Call of Duty no PS Plus

Outro compromisso surgiu da Microsoft, pois a empresa supostamente ofereceu a Sony a opção de colocar Call of Duty no PlayStation Plus.

Essa seria uma das mais recentes concessões do Xbox Maker sobre a popular franquia FPS como parte de sua tentativa de adquirir a Activision Blizzard. A Bloomberg (via VideogameCronicle) afirma que a Sony não aceitou a oferta. A empresa por trás do PS4 e do PS5 ainda está fazendo um caso contra a aquisição, argumentando que a Microsoft poderia tornar o Call of Duty exclusivo do Xbox. A Federal Trade Commission está atualmente processando a Microsoft por sua tentativa de fusão com a Activision Blizzard. O processo, apresentado em 8 de dezembro, afirma que o acordo suprimiria a concorrência no setor de videogames. A Microsoft tentou combater as acusações anticompetitivas, fornecendo vários acordos com o Call of Duty em particular. Por exemplo, o Xbox Maker ofereceu um contrato de 10 anos à Sony que mantém a franquia FPS no PlayStation.

Xbox

Isso foi seguido por Phil Spencer, chefe do Xbox, afirmando no Twitter que sua empresa firmou um compromisso de 10 anos em levar o Call of Duty para [Nintendo] após a fusão da Microsoft e da Activision Blizzard King. Toda a saga começou em janeiro, quando a Microsoft anunciou oficialmente sua aquisição da Activision Blizzard por quase US $ 70 bilhões. Essa não é apenas a maior fusão da história da Microsoft, mas também a indústria de videogames em geral. Ou seja, se a fusão passar. Activision Blizzard, Bungie e todas as principais aquisições de videogames em 2022 Ver mais

Comentários

Postagens mais visitadas